segunda-feira, novembro 15, 2010

Sonhar

Durmo e acordo
E ainda estás no mesmo lugar
No lado esquerdo do peito
Na parte reservada
para o grande amor
Não sei o que faço
Se sigo o rumo sem olhar pra traz
Se abro uma nova porta
Pra entrar um novo começar
Mas há que se saber
Que quando um rio caudaloso
Passa
Deixa um rastro de sua água fria
E limpa
Que mata a sede, molha a alma
E é impossível apagar
Sua lembrança.
Então por vezes peço chuva
Pra que possa renovar em mim
As promessas, as lembranças
A saudade
Que nunca apaga.
Meus sonhos sonham algo
Que desejo
Que suspiro
Que revejo
E se tudo não for eterno
E se tudo não fosse belo
Não teria espaço em mim.
Acordo e durmo
E meu corpo relaxa dos dias
Minha alma acorda para as noites
E tudo recomeça
Minha alma briga, cobra
Rebate, alucina
Está tudo aqui ainda...
Tudo e todo o amor
Aonde quer que eu vá
Há um recomeçar
Então enxugo as lágrimas
Pra alegrar meus meninos
Pra não machucar meus sonhos
Pra recomeçar, e de novo
Marcar meu sonho
Com o eterno amor.

2 comentários:

M.Coast disse...

Faz tempo que te tenho em meus favoritos. E no meu coração sempre. Continue firme aqui e na vida. Parabéns pela coragem de se mostrar, de usar a palavra. Surpresinha, adivinha quem???? Sou sua fã e desejo tudo de bom. Vc sempre foi uma luz na minha e na vida de muita gente. Continue brilhando ;-)

Danielle Garcia disse...

Heehehhe...M. Coast..FOi surpresa, mas que bom ouvir tuas palavras. Continua me seguindo...Assim, não estarei sozinha a ler o que publico...heheheh..Obrigada!!!